Candidato - Modesto ficou com ferimentos na testa após confusão (Foto: Arquivo Pessoal)
Modesto ficou com ferimentos na testa após confusão (Foto: Arquivo Pessoal)
Um candidato a prefeito de Peruíbe, no litoral de São Paulo, agrediu um assessor político de um outro candidato após uma confusão na noite da última quarta-feira (14). Gilson Bargieri (PSB) disse que foi vítima de uma armação e “perdeu a cabeça” porque Roberto Modesto, de quem era amigo há mais de 35 anos, difamou a família dele. O caso foi parar na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade e na delegacia.
Bargieri e Modesto já trabalharam juntos na política por diversas vezes. No entanto, o assessor decidiu apoiar outro candidato a prefeito para as eleições municipais deste ano. Apesar da relação próxima, o último encontro dos dois não terminou de maneira amigável.

CLIQUE VEJA MAIS NOTÍCIAS DE PERUÍBE E REGIÃO

Candidato - Roberto também ficou com ferimentos na boca (Foto: Arquivo Pessoal)
Roberto também ficou com ferimentos na boca
(Foto: Arquivo Pessoal)
“Conheço o Gilson há muito tempo. Ontem ele estava em uma reunião da maçonaria e eu cheguei com o Barros (PRB), candidato a prefeito que me ofereceu oportunidade e estou apoiando. Ele [Gilson] me cumprimentou e depois botou o dedo na minha cara me xingando. Eu retruquei e ele me deu um soco na boca e um chute no peito até que separaram, mas em momento algum eu revidei”, detalha Modesto.
O assessor disse que se sentiu humilhado com a situação. “Ele já me destratou várias vezes, mas eu relevava. O Gilson não tinha direto de fazer isso. Tenho 62 anos e não sou menino”.

Outro lado
Gilson Bargieri foi prefeito em Peruíbe por um mandato [2001 – 2004], depois perdeu a reeleição para José Roberto Preto (PTB). Nas eleições municipais de 2008, voltou a se candidatar para o cargo Executivo, mas às vesperas da votação teve sua candidatura indeferida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O ex-prefeito colocou a filha, Milena Bargieri, para disputar o pleito e ela acabou vencendo.
O empresário e atual candidato disse que lamenta a situação, que “perdeu a cabeça” e foi vítima de uma armação política. “O Roberto é meu amigo há 35 anos. Trabalhou comigo, frequentou a minha casa, conhecia a minha família, mas ele começou a falar mal de todo mundo. Eu não aceito isso. Ontem nós discutimos e nos embolamos igual moleques”, disse.
“Eu sei que foi uma coisa desagradável. Mas ele botou o dedo na minha cara, me deu uma cabeçada e eu perdi a cabeça. Só posso acreditar que foi uma armação política suja, porque dias antes disso acontecer já tinham feito uma declaração pública no cartório sobre ele, dizendo que vai ‘ ferrar a Milena e minha família’. Não precisa disso. Eu respeito o lado político dele, mas ficar falando mal por aí foi uma atitude desesperada”, acrescenta Bargieri.

Ferimentos
Após a confusão, Modesto ficou com ferimentos e foi atendido na UPA da cidade. Ele deve fazer um exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML) de Santos ainda nesta quinta-feira (15). Já Bargieri foi lesionado no braço. Os dois registraram boletim de ocorrência na Delegacia Sede de Peruíbe.

PRAIA GRANDE NA TELA

DEIXE UM COMENTÁRIO